Ovos mexidos do Gandalf

0 comentários
Ian McKellen ensina neste video como fazer ovos mexidos perfeitos.

Uma coisa curiosa que descobri cozinhando na Inglaterra é que ele usa creme de leite porém la, tem essa textura molinha de quase-leite. Aqui, o creme de leite fresco quando quente tem essa textura então para nao errar a mão e ficar enjoativo, pode usar o creme de leite fresco.

E menos manteiga *_*

video

Post original no Facebook 

Jackmisu (meu tiramisu com Jack Daniel's)

0 comentários
E ficou foda.
Puxa, fiquei tanto tempo sem postar que acumulou um monte de receitas gostosas que nem sei por onde começar.

Vamos então por ordem aleatória.

Essa receita original é de um grande amigo e chefinho querido que tem um canal no YouTube com receitas mega blasters chamado Kittychen Lab. Fiz algumas adaptações no meio do caminho por necessidade e ficou mega puta incrivel. Bora lá:

Ingredientes:
6 gemas
1 xícara de açucar
1 colher de sopa de baunilha
2 colheres de sopa de licor de café (eu não tinha então usei Jack Daniel's e essa foi a virada de mestre)
4 colheres de vinho Marsala (usei vinho do Porto)
500g de queijo mascarpone (usei 390g que é quanto vem no pote que comprei e super deu)
3 pacotes de bolacha champanhe
1 xícara e ½  de creme de leite fresco
2 Cafés expressos (ou um café bem bem bem forte)
Cacau em pó

Para molhar a bolacha (hehehehe (¬‿¬) yeah yeah tenho 12 anos)
Misturar em uma vasilha: Café, licor de café e o vinho e deixar esfriar.

Creme:
Durante a montagem pré-geladeira
Em banho maria cozinhe por uns 5 minutos as gemas com o açúcar e deixe esfriar (tem que ser em banho maria mesmo para não virar ovos mexidos). Depois acrescente o Mascarpone (em temperatura ambiente) e reserve.
Em uma outra travessa bata (melhor usar batedeira eu usei o mixer de mão) o creme de leite fresco (que deve estar bem gelado) até atingir o ponto de chantilly, adicione a baunilha e depois junte a mistura das gemas, e mexa levemente até atingir uma massa homogénea.

Montagem:
Passe um pouco do creme no fundo da travessa, molhe rapidamente a bolacha na base de café e coloque na travessa. (tem que ser muito rápido mesmo, pois ela absorve muitooooooooo, e o tiramisu fica muito molenga). Assim que terminar de colocar as bolachas, passar o creme e polvilhar com o cacau. Feito isso, repita novamente o processo (creme, bolachas, cacau em pó), porem colocando as bolachas no sentido contrário. Depois é só deixar na geladeira por pelo menos 8 horas. Quanto mais tempo na geladeira melhor fica.

Banana Celestial

0 comentários
Yeah! Essa banana... essa mesmo...

Eu confesso que sempre fui ao Gopala Hari já salivando pela sobremesa maravilhosa deles chamada Banana Celestial. A comida deles também é incrivel.

Ai, me pego olhando as bananas aqui em casa e pensando que não ia dar conta de comer tudo aquilo antes de estragar com essa esquentada que deu no tempo então pensei "farei um bolo" até que tive a ideia de tentar essa sobremesa.

Por ser tão gostosa, eu achei que fosse ser uma coisa do outro mundo feita com pó celestial e a benção dos deuses indianos mas, achei uma receita bem honesta e relativamente simples de uma pessoa que, assim como eu, é maravilhada pela sobremesa do Gopala para não dizer a melhor sobremesa deles.

Ingredientes:

8 bananas nanicas cortadas ao meio no sentido do comprimento
100g de manteiga ou ghi
200ml de creme de leite sem soro
200ml de iogurte natural (eu usei Iogurte Grego com mel)
1 colher (chá) de canela em pó
1 xícara (chá) de açúcar mascavo (não tinha, então usei o açucar cristal com uma colher de chocolate em pó daquele "do padre")

Modo de fazer:

Nham! 
Aqueça o forno. Descasque as bananas e corte-as no sentido longitudinal. Em uma frigideira grossa coloque a manteiga e deixe derreter no fogo médio. Coloque as bananas, acomodando uma por uma. Mantenha o fogo médio. O fogo muito baixo faz com que as bananas fiquem muito moles.

Quando estiverem douradas de um lado vire-as e doure do outro lado.

Quando estiverem prontas, tire da frigideira e coloque-as numa forma que possa ir ao forno. Cubra o fundo da forma com as lâminas de banana.

À parte misture o creme de leite com o iogurte.

Despeje por cima das bananas para formar uma camada espessa. Em seguida polvilhe o açúcar mascavo todo por cima com a canela.

Leve ao forno quente e depois de uns 10 minutos abaixe o fogo e deixe mais uns 20 minutos assando. Tire do forno, deixe esfriar e estará pronto para servir.

Dicas importantes: (que eu só li depois mas, no final deu certo)
Siga a receita que eu dei acima. Dê aquela corada nas bananas e as acomode um uma forma de alumínio. Polvilhe um pouco de canela em pó. Agora vem o pulo do gato: Leve essa forma ao forno a 280 graus pré-aquecido (tem que estar bem quente) por mais ou menos 1o minutos. Depois retire do forno, coloque o creme de leite sem soro por cima, salpique o açúcar mascavo com um pouco de canela e volte para o forno por uns 5 minutos. Não deixe mais do que isso porque o creme de leite desanda e vira água.
-----
Como eu não tinha visto a dica, eu levei um susto qdo vi que juntou uma aguinha no refratário mas, depois que esfriou, acabou virando uma caldinha sussa então, não estragou meu doce e ficou maravilhoso. Acho que o "pulo do gato" dela e o açucar mascavo dão a autenticidade da sobremesa do restaurante mas, ainda assim ficou muito bom. E as bananas foram salvas! :)

Freakazoid Fricassê (freaka eu, freaka você!)

0 comentários
Se você foi um adolescente nos anos 90, impossivel não ouvir a palavra fricassê e não lembrar do Freakazoid! Se você não lembra, faço questão:



Bom, desde pequena que eu adorava o fricassê que vovó fazia. Ela se foi e desde então meu desejo era comer um que fosse igual ao que ela fazia. Acho que eu até comi uma vez e não houve aquele feedback mental... 

Bem, decidi que esse fds eu ia tentar fazer o fricassê de vovó. Cheguei até a tentar pedir a receita para minha mãe e para minha tia mas, o jeito foi pegar uma da interwebs mesmo e tentar. 

Essa de um um blog com um nome bem sugestivo: Gordelicias

Ingredientes
400 g de peito de frango desfiado (como desfiar frango em 10 segundos aqui
1 dente de alho picado
1/2 cebola ralada
1 xícara de creme de leite (eu uso o "leve" da Nestlé
1 xícara de requeijão
1 lata de milho em conserva (troquei por ervilhas) 
1 colher de sopa de manteiga
1 pitada de curry (não tinha )= )
Sal e pimenta do reino à gosto (como meu peito de frango ja era temperado, eu não coloquei sal e pimenta do reino não uso) 
Farinha de rosca (para salpicar sobre o fricassé – OPCIONAL) // não usei 
Queijo parmesão ralado (para salpicar sobre o fricassé) 
Batata palha à gosto

Modo de Preparo
Apenas maravilhoso! 
1. Pré-aqueça o forno a 180 graus. Enquanto isso, vamos montar nosso fricassé.

2. Vamos refogar o peito de frango desfiado? Doure o alho e a cebola na manteiga, sem deixar queimar. Acrescente o peito de frango desfiado até ficar douradinho. Tempere com sal, pimenta do reino e uma pitada do curry (não exagere porque curry é muito forte).

3.  Quando estiver no ponto, leve o frango desfiado para um refratário médio. Espalhe o frango pelo refratário, em uma camada generosa. Reserve.

4. Vamos preparar a parte cremosa do fricassé. Misture em um bowl o creme de leite (se usar o de latinha, escorra o soro), o requeijão e o milho, sem a água. Mexa bem.

5. Agora vamos cobrir o frango com a parte cremosa. Espalhe bem sobre o frango, com cuidado pra manter as camadas separadinhas.

6. Pra fechar, salpique farinha de rosca e queijo parmesão ralado. Os dois ingredientes vão garantir uma crocância a mais, pode apostar. (eu só coloquei o parmesão) 

7. Leve ao forno por 30 minutos, ou até ficar bem dourado. Se o seu fogão tiver a função gratinar, deixe por mais 5 minutos.

8. Na hora de servir, acrescente a batata palha sobre o fricassé. Tá pronto!

Pequeno detalhe: eu coloquei a batata palha antes de levar ao forno. Até ai tudo bem. Quando fui gratinar, queimou a porra toda. Então, não leve nada, NADA para gratinar com batata palha por cima. 
HAHAHAHA-ha.

Servi com arroz branco que fiz com o caldo do frango que eu cozinhei. Ficou simplesmente foda. 

Almoço de domingo: epic win! o/

Ghoul de Chuva

0 comentários
Ghouls de Chuva =P 
Não posso chamar de "bolinho de chuva" porque não fiz da maneira tradicional que vovó fazia, fiz no forno e a ideia do nome surgiu no preparo pois, troquei a ordem dos ingredientes e ficou uma massa grudenta e feiosa rs...

Usei essa receita aqui como base:

Ingredientes:
- 1 ovo;
- 1 colher de sopa de açúcar;
- 7 colheres de sopa de leite condensado;
- 4 colheres de sopa de creme de leite;
- 1/2 colher de sopa de fermento em pó;
- 1 e 1/2  xícara de farinha de trigo;
- 1 colher de café de canela;
- margarina para untar as forminhas (se usar)
- 1 colher de sopa de açúcar; (para polvilhar)
- 1 colher de chá de canela em pó; (para polvilhar)

Modo de Preparo:
Misture o ovo e o açúcar até que estejam bem homogêneos.
Acrescente o leite condensado e o creme de leite e mexa novamente. Reserve.
Em outra vasilha, adicione o fermento, a farinha de trigo e a canela. Misture bem.
Aos poucos, vá adicionando colheradas da mistura de farinha, fermento e canela ao líquidos e bata bem.
Siga adicionando a mistura e batendo até que fique uma massa homogênea.
Unte forminhas com margarina (eu usei forminhas de mini quindins) ou coloque numa assadeira untada com margarina, pequenas colheradas de massa. Se você usar forminhas, não encha de massa, deixe uma folguinha pois elas crescem. Se você colocar colheradas, deixe um espaço entre elas para não grudar.
Dica: talvez seja necessário acrescentar um pouquinho mais de farinha se a massa ficar muito mole e você fizer bolinhas com a colher. Eu testei e a minha precisava colocar mais 1 colher de sopa de farinha.
Leve ao forno  preaquecido a 180ºC por uns 15 minutos ou até dourar levemente.
Desenforme ainda quente e transfira para uma tigela para polvilhar a mistura de açúcar e canela.
Rendimento: aproximadamente 40 unidades
-----
Ok. Por que o nome "ghoul"? Porque a ser-humana aqui fez o favor de misturar tudo de uma vez só e virou uma massaroca. No final, ficou muito gostoso. Eu só achei que talvez pudesse ter deixado dourar um pouco mais. Servi com café preto fresquinho. Em diazinhos como o de hoje friozinho e nublado coube como uma luva. :)

Frango ao Molho Funghi e Batata ao Murro

0 comentários
Dificil acertar uma foto boa mas, garanto que está gostoso!
Tive a ideia desse molho e não sabia muito bem como executar. Recorri ao google que trouxe essa receita aqui e usei como estrutura mas, fiz algumas adaptações, principalmente da quantidade pois, essa receita é para 459 refeições e a minha é para cerca de 4 pratos.

Eu vou até postar já com a quantidade que eu usei para não ficar confuso.

Ingredientes:

Funghi seco limpo e picado – 25g
Água filtrada
Manteiga sem sal- 1 colher de sopa
Cebola picada – 1/2 cebola
Alho picado – (não uso)
Vinho branco – 150ml (rá! eu usei saquê)
Caldo de funghi – 500ml
Creme de leite fresco – (usei o creme de leite suave da Nestlé)
Queijo parmesão – 400 gr. (troquei por 200g de gorgonzola)

Modo de Preparo:

Acomode os cogumelos secos em uma vasilha que tenha o dobro do volume da quantidade de funghi que você deseja hidratar.

Hidrate com a água filtrada na temperatura ambiente e reserve por 30 min. Lave bem antes de tirar a areia que fica acumulada nas ventanas.

Esprema os funghis já hidratados para eliminar o resíduo de água e não despreze o líquido. Guarde em um vidro e espere a areia descer. Separe a água para fazer o caldo de funghi.

Numa panela grande, coloque a manteiga para aquecer. Quando estiver quente, acrescente a cebola, o alho durante 2 minutinhos.  Coloque o vinho branco e deixe evaporar por mais 2 minutinhos.

Junte o funghi picado em fogo brando e refogue até amaciar. Acrescente o caldo de funghi coado e deixe ferver até reduzir o liquido pela metade. Acrescente o creme de leite, espere ferver, mexendo sempre. Coloque o parmesão ralado e deixe reduzir mais uns minutinhos até engrossar.

Salgue, experimente e reserve a metade para bater no liquidificador e junta-lo novamente com o que ficou reservado na panela.

-----

Ok. Eu não tinha vinho branco mas, tinha saque e imaginei que tivesse o mesmo efeito já que, é basicamente um vinho branco de arroz. Depois de consultar um amigo chef, tive a certeza de que poderia fazer a substituição e quem me dei a dica de trocar o parmesão por gorgonzola foi ele. Inclusive não fica forte justamente por conta do saquê. E não precisei salgar pois, o gorgonzola já é salgado Ficou incrivel, tudo na medida.

Exceto as quantidades que eu mudei da receita original, o restante fiz igualzinho a receita. Sim, tem que esperar o molho esfriar bem para bater senão ele talha. Tem que bater ele morninho quase frio. Experiencia propria. E tem que bater bem senão o funghi fica em pedacinhos dando uma textura esquisita para o molho.

Servi com frango, batatas ao murro para acompanhar e arroz com 7 grãos.

Acho que só a batata seria um acompanhamento mas, quis acrescentar o arroz.

A batata é muito simples: você cozinha com um pouco de sal, quando estiver cozida num pano de prato bem limpo você da o murro mas, como a pessoa que voz escreve é uma ignorante, ficou um purê de batata pq na verdade vc só da uma amassadinha e não um murro mesmo. Anyway, polvilhe com sal aromatizado (eu usei lemon pepper), alecrim e azeite. Leve ao forno coberto com papel aluminio por 20/30 minutinhos e pronto.

Essa receita é bacana para o inverno servida com Merlot.

(tá eu sirvo quase tudo com Merlot porque eu gosto muito)


Sopinha de legumes

0 comentários
Poderia ser "sopa" de legumes mas, essa receita é daquelas que entram na categoria "confort food" então, é "sopinha".

Essa receita eu meio que tenho na cabeça:

Ingrediente 
2 cenouras grandes
4 batatas
1 mandioquinha
Salsa
Sal, noz-moscada, ervas de Provença

Modo de preparo
Cozinhar na pressão todos os legumes cortados em cubinho com sal. Depois de cozinhos, junto com um pouco da agua que os legumes foram cozidos, ir batendo AOS POUCOS no liquidificador. ATENÇÃO: tem que bater devagar na função pulsar do liquidificador com a tampa entre aberta para não pegar a pressão do calor e explodir tudo na sua cara. Então tem que ir com paciência. Quando estiver bem homogenea, colocar a sopa em uma panela grande e em fogo baixo, colocar a noz-moscada e as ervas. É bacana provar o sal mas, se cozinhar os legumes com sal, já é suficiente.

Ao servir, polvilhar um pouco de salsa fresca e um fio de azeite. No caso, eu usei esse azeite Contadina que trouxe da Inglaterra (mas, já vi para vender aqui por uma fortuna ridicula) que é especial para sopas. Ele tem notas de limão e ervas, deu um sabor mega especial para essa sopinha. Servi com uma mini ciabatta para acompanhar.

Combina com esse tempinho sim ou com certeza? :)